Simbas – uma voz e muitas histórias

Confesso que sempre fiquei dividido entre duas vozes quando o assunto é sobre grandes vocalistas do rock feito no Brasil, principalmente das bandas clássicas. Esses caras sempre me chamaram atenção pelá técnica, potência e timbre. Tem algo nessas cordas vocais que, quando vibram, nos emocionam. São simplesmente fantásticos. Bem, estou falando de Cornélius e Simbas. O primeiro foi vocalista do Made In Brazil e teve a sua carreira solo ao lado da Banda Santa Fé. O segundo é o motivo deste post e gravou com o Casa das Máquinas, Tutti-Frutti e Intelligence. Conheci o Simbas em 1988 e o re-conheci em 2015 num programa que fiz com o Made In Brazil e convidados. O Simbas estava lá para cantar clássicos da banda, inclusive músicas imortalizadas pelo Cornélius. Pensei “e agora?”.  Continuo divido, só que agora  entre Cornélius, Simbas e Simbas cantando Cornélius. São os melhores e ponto final. Admiro os dois com a mesma intensidade. O Simbas tem participado das comemorações de 50 Anos do Made e isso é maravilho, espero que ainda façam um álbum de inédita juntos. Aproveitando as comemorações resolvi mexer aqui nas gavetas e regatar uma entrevista de 1988 para o programa “Noites Futuristas” que era uma espécie de colagem sonora e foi criado por Roberto Miller Maia, na época diretor artístico da Rádio Brasil 2000. Tive o privilégio de colaborar na produção de algumas edições e convidar alguns dos meus ídolos do rock nacional para contar histórias. O programa foi extraído de uma fita K7 TDK- D60 e Simbas fala sobre o começo de carreira nas bandas de baile e sobre as bandas por onde passou. É histórico, ouça!

      Simbas - Entrevista 1988 - Programa Noites Futuristas

arq_simbas2

2 comentários em “Simbas – uma voz e muitas histórias

  • 11 de janeiro de 2017 a 22:20
    Permalink

    Conheci o Simbas, bem antes. Nos idos de 1973, quando fazia parte do Som Positivo, depois, Mountry que animava ase domingueiras do Corinthians. Já era fera!

    Responder
  • 11 de janeiro de 2017 a 22:57
    Permalink

    Que delicia relembrar do Mountry!!!! Mas ….Casa das Máquinas foi top demais!!!! Simbas….vc foi uma fase mega feliz da minha vida!!! Love you!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *